Todos os anos, mais de meio milhão de pessoas vão pra costa sul da Califórnia, mas precisamente para Huntington Beach, e aproveitam 9 dias de surf e diversão.
É o Vans US Open, o maior campeonato de surf e lifestyle do mundo, responsável por toda essa movimentação.
A edição 2017 aconteceu entre os dias 29 de julho e 6 de agosto, auge do verão americano, e além do surf, o evento reúne ações de marcas patrocinadoras, exibições e oficinas de arte, aulas de surf, competições paralelas de skate e BMX, além de exibições de filmes e lançamentos de produtos relacionados ao nicho.

foto: evento visto de cima | divulgação

As baterias de surf são masculinas e femininas, além das categorias juniors, e valem como etapa do campeonato mundial de surf.

A final feminina ficou entre a californiana Sage Erickson, que passou nas semifinais no Super Woman pro, uma semana antes em Oceanside, e Tatiana Weston, natural do Hawai.
Sage se saiu melhor e faturou o Us Open, e a sexta estapa do World Surf League Women’s.  Com a vitória, Sage subiu da nona para a sexta posição no ranking geral  na corrida pelo título mundial.

Sage Erickson | foto: divulgação

“Nem posso acreditar que estou aqui. Não fui campeã mundial, apenas do US Open, mas para mim está até parecendo, então só quero comemorar. Não posso me sentir mais orgulhosa de conseguir minha primeira vitória nesse lugar. É quase surreal ter sido aqui em Huntington, onde você pode sentir toda a energia e apoio das pessoas na praia. Eu trabalhei bastante para viver um momento como esse e algo me dizia que alguma coisa especial iria acontecer para mim nesse evento. Estou realmente muito feliz”, disse Sage Erickson.

 

Os campeões feminino e masculino, Sage e Kanoa | foto: divulgação

Do lado masculino, Kanoa Igarashi, nativo de Huntington Beach, enfrentou o brasileiro Filipe Toledo nas semifinais, e levou a melhor passando para a final com o também brasileiro Tomas Hermes. Mas a vitória do norte americano se deu logo na primeira onda que ele surfou, levando a maior nota do campeonato inteiro.
Com o resultado, Kanoa sobe para terceira posição posição no ranking do WSL qualifying Series, enquanto Tomas ocupa o quarto lugar.

 

 

 

   Kanoa Igarashi| foto: Mark Rightmire, the orange couty register            O brasileiro, vice campeão, Tomas Hermes | foto: divulgação 

 

Além dos semifinalistas, entre os 9 dias de campeonato, muitos outros nomes brasileiros nos representaram por lá, entre eles:  Ian Gouveia, Victor Bernardo, Thiago Camarão, Lucas Silveira e Robson Santos.